domingo, 13 de agosto de 2017

A dupla dinâmica!

Hoje foi o dia da minha dupla dinâmica favorita, meus pais, dona Lena e seu Rô! 
13 de agosto é o dia do aniversário desta pequena leonina, e este ano, caiu exatamente, no dia dos pais! 
Teve comemoração em família em Torres, no sábado, ou seja, não passei o domingo com eles, mas não tem problema, pois tento aproveitar ao máximo, cada minuto que passo com as pessoas que amo, como se todos os dias fosse o dia dos pais e o dia da mãe!
E que felicidade a minha, ser filha desta dupla!!!!

sábado, 5 de agosto de 2017

Registros de uma tarde de sábado.

 Numa passada pela janela da sala hoje de tarde, alguns pontinhos escuros na água do rio me chamaram a atenção.
Quatro patinhos passeavam, de um lado para outro do rio.
 E bem pertinho, um gavião caramujeiro descansava num poste, do que foi uma cerca um dia.
É muita elegância num monte de penas! 

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Pão Canelinha

Geeeente... que mancada que eu dei! Eu baixei algumas fotos para fazer uma postagem, mas queria deixá-la no rascunho para terminar depois, e acabei publicando! 
Não tinha baixado todas as fotos ainda, nem escrito nada... que lapso!
Agora vou editar e finalizar a postagem. Mil desculpas!
Bom, este é o "pão doce em folhas com canela", que vi no Pinterest e já fiz três vezes! 
Este redondo, foi o terceiro.
Este retangular, foi o primeiro que fiz, para o café da manhã do nosso passeio para Urubici. Como madrugamos para pegar a estrada, resolvi preparar algo para comermos no carro mesmo. Fiz uma térmica com café e o pão, que foi sucesso de público e de críticas! O público foi eu, Leonardo, Tombinho e os amigos Xirú e Pedro.
Da forma, assim que esfriou, foi para o pote para a viagem.
Este foi o segundo, que fiz para a cunhada.
O efeito das folhas fica lindo! E olha a canela e o açúcar ali embaixo. Nham! Nham! Amo açúcar com canela!
No fim das contas, a cunhada ganhou meio pão, pois tive que pedir para o Leonardo para de comer, enquanto o pão esfriava da mesa.
O pão também foi um sucesso de público e crítica na casa da mãe do Leonardo e a irmã dele perguntou como fazia. O público desta vez, foi a mãe do Leonardo, a irmã Betina e o cunhado.
Em duas semanas, fui fazer o pão pela terceira vez, para levarmos de lanche para uma remada no último sábado e fotografei o passo-a-passo para mandar para a Betina, e passo agora para vocês.

Ingredientes:
3 xíc. de farinha de trigo (aproximadamente)
1/4 de xíc. de açúcar
1 colher (sopa) de fermento biológico seco
1/2 colh. de chá de sal
4 colh. de sopa (50g) de manteiga em temperatura ambiente
1/3 de xíc. de leite
1/4 de xíc. de água
2 ovos em temperatura ambiente, ligeiramente batidos

Para o recheio:
1 xícara de açúcar
2 colheres (sopa) de canela em pó
4 colheres (sopa) de manteiga derretida

Numa panelinha, em fogo médio, esquente o leite e a manteiga somente até derreter a manteiga. Junte a água fria e deixe amornar.

Numa tigela, misture 2 xícaras da farinha, o açúcar, o fermento e o sal.
Junte a mistura de leite, já morna, e os ovos batidos e misture bem com uma colher de pau. Junte mais farinha, aos poucos, misturando bem até começar a ficar difícil de misturar com a colher. 
Passe a massa para uma bancada enfarinhada e sove bem, acrescentando farinha, aos poucos até que resulte em uma massa bem macia.
Deixe a massa crescer até dobrar de volume.
*Nota: nas duas primeiras vezes que fiz, a massa cresceu muito pouco e na terceira vez, talvez, por estar um dia mais quente, a massa cresceu pra caramba, como dá pra ver na foto acima.
 Para o recheio, misture 1 xícara de açúcar e 2 colheres (sopa) de canela.
Abra a massa em uma bancada levemente polvilhada com farinha, numa espessura de aproximadamente 1/2cm e pincele a manteiga em toda a superfície. 
 Polvilhe a mistura de açúcar e canela cobrindo toda a superfície.
 Corte a massa em quadrados. 
 Coloque um quadrado em cima do outro. Na  minha opinião, quanto mais desalinhados, quanto mais bagunçados, melhor!
Vai ajeitando os montinhos, em uma forma untada. Pães, eu unto com óleo. 
No blog onde tem a receita, diz que é pra deixar a massa crescer de novo, mas eu não prestei atenção nesta parte e não deixei crescer, coloquei direto no forno e deu certo.
 O terceiro pão, na forma redonda, foi o que achei mais bonito, mas também foi o que ficou mais sequinho, e eu gostei mais do primeiro, que estava bem molhadinho entre as folhas.
Dá pra ver que este redondo está mais moreninho, mas acho que foi porque coloquei mais açúcar e a cor é do açúcar que queimou um pouco (eu acho!).
Os dois primeiros, como vocês podem conferir nas fotos, fiz numa travessa de vidro, daquelas mais fundinhas. A minha travessa tem 22cm X 12cm X 6cm. Achei que ficou bem legal nesta travessa e acredito, que ela evite do pão secar muito.
Em breve farei o quarto pão, para mi mamazita, que assim como eu, ama pão canelinha, como a gente costuma chamar um pão que tem numa padaria em Torres, e como estou chamando este, já que ficou parecido.
Como falei, vi  este pão no Pinterest e o endereço que apareceu na foto e de onde tirei a receita é do blog "Testado, Provado e Aprovado!" Se vocês forem lá olhar, vão perceber que eu mudei algumas coisinhas, como a quantidade de fermento. 
Mas receita é assim, né?! A gente faz certinho a primeira vez, depois vai adaptando.
Espero que gostem, se resolverem fazer! 
E me desculpem pela mancada da publicação antes da hora! Vou demitir o editor do blog... :)